Restaurar é, na minha opinião,fazer com que uma peça qualquer ,seja um móvel, uma antiguidade ,ou um objeto de decoração readquira sua aparência original .Porém esta "aparência original" não significa que a peça em questão vá ficar com aspecto de nova,mas de inteira e bem conservada.As marcas que o tempo e o uso deixaram na peça devem ser preservadas para mostrar exatamente sua história dentro do contexto em que foi usada.
Mudar detalhes estéticos, deixa de ser restauração e tira a identidade da peça .

.

Se você precisar de informações ou dicas sobre o assunto ,envie um e-mail ,para que eu possa te orientar. As perguntas feitas na seção"comentários" às vezes se perdem na hora da resposta.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Quadros


Tenho um grande amigo chamado Carlos Gomes,que nunca compôs óperas , mas que pinta quadros muito bem .O Carlos tem um blog cujo link está na barra ao lado e que estava parado a mais de um ano.
Agora ele recomeçou a pintar e a postar .Colocou três quadros ,e me disse que vai colocar outros .Todos estarão à venda ,e em breve serão colocados os preços e as medidas dos quadros .Por enquanto são poucos ,mas a produção dele é boa e deve ter ao menos uns vinte quadros para mostrar ,fora os que estão sendo executados atualmente ,e não tem data certa para ficarem prontos.
Além disso ,devido ao seu conhecimento ,o Carlos também restaura quadros .Já enviei a ele alguns quadros de clientes e o trabalho de restauração ficou excelente .Para entrar em contato o e-mail é este: c.gomes1951@gmail.com

Verniz sobre verniz


Um cliente me perguntou se poderia aplicar verniz em cima de outro verniz numa cômoda ,pois estava com preguiça de lixar toda a peça .
Bem ,não é o mais indicado mas é possível desde que se tome os cuidados necessários .
Em primeiro lugar é necessário analisar o estado em que se encontra o verniz aplicado na peça .Se estiver em bom estado ,sem ressecamentos e sem pedaços descascando é só lixar para quebrar a casca superior e passar nova demão do produto .
Em móveis muito antigos fica mais difícil, pois o verniz usado anteriormente não é compatível com o verniz mais "moderno",pois este produto sofreu modificações tecnológicas ao longo dos anos .A formulação química mudou para melhorar cada vez mais a qualidade do produto.Isto faz com que o verniz novo não "cole" no verniz mais velho ,podendo então se soltar em pouco tempo .
Neste caso o melhor mesmo é lixar completamente a peça e passar duas a três demãos de verniz novo.
Se por acaso a peça estiver revestida com seladora também é possível lixar e envernizar por cima ,desde que se saiba se realmente é seladora e que o verniz tenha a mesma base química da seladora.E também é necessário que a seladora não esteja ressecada nem descascando .
Mas para um trabalho bem feito ,o melhor mesmo é lixar a madeira até limpar todo e qualquer resíduo de verniz ou seladora ,deixando a fibra da madeira completamente exposta ,e aí sim aplicar o verniz adequadamente .
Deve-se usar uma lixa mais grossa para retirar o verniz antigo (n°60) e depois uma de granulação mais fina (120 ou 180 ) ,e finalmente uma bem mais fina (320) para deixar a superfície bem lisa .
É facil , só por mãos à obra

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Problemas com lâmina de madeira .


Tenho uma cliente que faz diversas coisas em artesanato com madeira .Às vezes ela resolve mudar ou restaurar peças de sua casa e quando não dá certo vem me pedir ajuda .
Esta semana apareceu com o seguinte problema : Está restaurando dois criados mudos de seus filhos ,e resolveu trocar a lâmina de madeira do tampo dessas peças .
Comprou uma folha de madeira ,e na hora de aplicar sobre o tampo a folha começou a rachar e se desmanchar .
Ela me trouxe um criado mudo e um pedaço da folha para que eu a ensinasse a aplica-la .
Ocorre que a folha estava muito ressecada ,e quando isso acontece ,a lâmina que é super fina começa a se desfazer quando a manuseamos.
Com o clima super seco que está ocorrendo atualmente em São Paulo ,esse processo fica mais grave .
Qual a solução ?
É bem simples.Pega-se cola branca coloca-se um pouco num recipiente e adiciona-se vinte por cento de água .Mistura-se até ficar uma cola homogênea porém mais líquida que a original .
Passa-se no lado da folha que será colado no móvel e deixa-se secar .
Após a secagem , a cola diluída forma uma película que impede a formação de rachaduras . Depois é só passar cola de contato (Cascola)e aplicar a folha no móvel
pressionando para que não forme bolhas .Usando a cola de contato ,em apenas vinte minutos o serviço estará pronto ,pois ela seca muito rápido .O trabalho também pode ser feito com cola branca ou cola para madeira ,mas com a cola de contato o resultado é melhor .

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Tirando latex de madeira


Um leitor me enviou e-mail informando ter uma mesa que foi pintada com latex para ser utilizada numa festa ,e que agora quer tirar a tinta para pinta-la novamente .Porém está tendo dificuldades ao lixar .Disse que está muito difícil sair a tinta ,mesmo utilizando uma lixa mais grossa .

O que fazer ?

Quando faço pátina ou satinê em móveis sempre utilizo latex pva,e às vezes a tinta teima em não sair do jeito que quero com a lixa normal.
Então pego uma lixa d'agua ,e utilizo como se faz com metais .Ou seja ,molho a lixa e passo na madeira .A lixa d'agua é mais resistente que a lixa de madeira ,e a água amolece o latex ,mesmo que esteja bem seco .Corte a folha de lixa em pedaços pequenos para facilitar o manuseio .Deixe uma vasilha com água ao seu lado e vá molhando e lixando até sair a tinta.
Assim fica mais fácil ,e o trabalho fica pronto rapidamente .
Mas se a peça for grande e o trabalho for demorado ,deve-se utilizar luvas de borracha para que a mão não fique enrugada e desidratada.