Restaurar é, na minha opinião,fazer com que uma peça qualquer ,seja um móvel, uma antiguidade ,ou um objeto de decoração readquira sua aparência original .Porém esta "aparência original" não significa que a peça em questão vá ficar com aspecto de nova,mas de inteira e bem conservada.As marcas que o tempo e o uso deixaram na peça devem ser preservadas para mostrar exatamente sua história dentro do contexto em que foi usada.
Mudar detalhes estéticos, deixa de ser restauração e tira a identidade da peça .

.

Se você precisar de informações ou dicas sobre o assunto ,envie um e-mail ,para que eu possa te orientar. As perguntas feitas na seção"comentários" às vezes se perdem na hora da resposta.

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Como colar lâmina de madeira num móvel.

Muitos leitores tem solicitado através de e-mails ,informações sobre como colar laminas de madeira em mesas ,armários etc.
Ao invés de responder aos e-mails ,resolvi mostrar um passo a passo do meu modo de fazer isso.Aprendi esse método com um amigo marceneiro,mas acredito que possa ser feito também de outro modo .Esse funciona muito bem no meu trabalho diário .
Temos aqui ,um tampo de uma máquina de costura antiga ,que devido aos anos de uso estava estragado, necessitando a troca da lâmina de madeira .

Começamos aplicando cola de contato , conhecida também como cola de sapateiro nas duas peças . O tampo, já devidamente lixado e limpo, e a lâmina que vai ser aplicada no mesmo.


É preciso espalhar bem a cola com uma espátula ,o que exige um pouco de prática para se fazer direito,mas não é algo muito difícil .
O importante é aplicar duas demãos de cola nas duas peças a serem coladas para que a colagem fique melhor .A segunda demão deve ser aplicada depois que a primeira estiver completamente seca , o que demora de dez a quinze minutos no verão ,e uns vinte minutos no inverno.
Após a secagem completa da segunda demão ( 20 minutos ) as peças podem ser juntadas conforme mostrado abaixo .

Pega-se um pedaço de papelão ou outro material encaixando-o entre as duas peças ,e deixando só uma borda livre para iniciar a colagem.Isto evita que as partes se toquem ,pois se entrarem em contato , grudam imediatamente ,e se uma das partes estiver torta o trabalho estará perdido.

Começa-se a colar na borda , vai-se puxando cuidadosamente o papelão e pressionando a lâmina contra o tampo, utilizando uma das mãos.

A cada pedaço que se puxa do papelão se faz pressão com a mão em toda a superfície .

Mantém-se este movimento por toda a extensão do tampo ,até que as duas peças estejam totalmente coladas .

Retirado o papelão , as peças estarão unidas ,mas é necessário pressionar novamente toda a superfície para verificar se não existem bolhas de ar .Caso apareçam bolhas ,deve-se utilizar um estilete e fazer um corte longitudinal em toda a extensão de cada bolha ,e pressionar novamente . O ar sairá , a bolha desaparecerá ,e não ficará nenhuma marca do corte .

Feito isso , deve-se cortar as sobras com um estilete , virando-se o tampo ao contrário para facilitar o corte .

Agora, com uma lixa grossa (nº50 ou nº60)raspa-se as bordas ,para dar o acabamento.


Os resíduos da lâmina, que não saíram com o corte vão desaparecer .Agora é só aplicar uma lixa mais fina ( nº320 ou nº400)para deixar a superfície da peça bem lisa .

Agora a peça está pronta par a aplicação de tinta, verniz ,ou cera , de acordo com a preferencia de cada um.
Espero ter sido suficientemente claro nesta explanação ,mas se houver dúvidas ,por favor entrem em contato pelo e-mail que responderei a qualquer dúvida .

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Um velho baú renovado .



Este velho baú,fabricado na Itália ,tem uma boa história pra contar. Atravessou o oceano Atlântico no final do século dezenove ,e serviu para guardar as roupas de varias gerações de uma família .
Mudou de donos ,e foi envelhecendo, quebrando alguns pedaços ,perdendo a cor e se estragando.Pedaços da folha de Flandres com que foi feito ficaram enferrujados ,e finalmente seu último dono resolveu jogá-lo fora ,pois estava velho e feio ,não combinando com a decoração de seu apartamento.
Quando estava a caminho do lixo ,dentro de um elevador ,minha cliente (que o possui agora ),o viu e perguntou ao dono o que estava fazendo com a peça .Este lhe disse que iria jogar fora .Ela então o pegou e levou para sua casa ,e posteriormente o trouxe para restauração.
Porém ela quis que o baú ficasse com aspecto de velho e desgastado ,mas inteiro.
Eu gostei tanto dele que pus sua foto no cabeçalho do blog.


Esta parte estava totalmente enferrujada ,e sofreu um trabalho de funilaria .Foi recortada uma parte da lâmina de metal e outra foi colada no seu lugar.Foram trocadas também as peças metálicas que faziam o acabamento inferior

Esta foto mostra o mesmo pedaço visto por dentro.Dá para se ver a luz do outro lado .Percebe-se que o interior está bem estragado ,e o papel de forração só tem algumas partes .O restante já se foi com o tempo.

Havia muitas manchas ,e as fechaduras já não funcionavam .Foram desmontadas ,consertadas , e passaram a funcionar perfeitamente.

Depois de lixar tudo ,e pintar com a cor original , foi feito um envelhecimento utilizando ao invés de betume ( produto com o qual não trabalho)o esmalte sintético num tom de marrom lembrando ferrugem .

Não consegui encontrar nenhum papel de forração que se parecesse com o original, então optei por dois tons de azul ,claro no fundo e escuro no tampo . Minha cliente gostou muito dessa opção.

A fechadura reformada foi pintada com um tom de ouro envelhecido .

Agora o velho baú esta decorando o apartamento de minha cliente e causando admiração entre os visitantes de seu lar .